Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VIE EN ROSE

Desde 1989 a ver a vida em rosa.

07
Mar16

Lisboa em dois dias

Durante as nossas férias de natal, as quais foram passadas em Portugal junto da família, aproveitamos para dar um pulo até à capital, realizando assim a nossa primeira viagem de 2016.

Já tínhamos ido a Lisboa, através das típicas visitas de estudo, mas ainda assim eu sentia que não conhecia verdadeiramente esta magnífica cidade. Voo marcado e hotel reservado, lá fomos nós à descoberta de Lisboa em dois dias!

Apanhámos o voo a partir do Porto numa segunda-feira bem de manhãzinha,  e depois de uma viagem bastante rápida, já nos encontrávamos em Lisboa. Saindo do aeroporto apanhamos o metro, onde rapidamente percebemos que o acesso a transportes públicos é bastante simples e fácil, e que os preços acompanham. Resolvemos tirar um bilhete para 24 horas que nos custou cerca de 6 euros, o que acaba por compensar!

A nossa primeira paragem foi então no Cais do Sodré, onde a partir daí procuramos onde tomar o pequeno-almoço. De repente já nos encontrávamos na Praça do Comércio, também conhecida como Terreiro do Paço.

20160104_085733.jpg

 

DSC06376.JPG

 

DSC06368.JPG

Esta é uma das maiores praças da Europa e encontra-se situada junto ao Rio Tejo. É sem dúvida uma praça muito bonita com o imponente Arco Triunfal da Rua Augusta e a estátua de D. José I. Sinceramente achei que a praça fosse maior do que é na verdade!
Antigamente os palácios dos reis de Portugal encontravam-se neste local, e era em tempos a entrada marítima para Lisboa. Actualmente existem ministérios e departamentos governamentais, bem como muitos restaurantes e esplanadas.
Depois de uma pausa para o pequeno-almoço na Rua Augusta, resolvemos caminhar novamente até ao Cais do Sodré, onde aí apanhamos o metro até Belém.
20160104_094930.jpg
DSC06400.JPG

Chegamos a Belém e constatamos rapidamente que os principais monumentos estavam fechados! O Mosteiro dos Jerónimos por ser segunda-feira e a Torre de Belém, pelas condições meteorológicas penso eu.

DSC06450.JPG

DSC06451.JPG

Construído no século XVI, este mosteiro também conhecido como Mosteiro de Santa Maria de Belém é uma referência da arquitectura manuelina. Património Mundial da UNESCO, este foi considerado uma das sete maravilhas de Portugal em 2007. 

Aqui encontram-se sepultadas várias figuras da monarquia portuguesa bem como Luís Vaz de Camões e Vasco da Gama.

Daqui dirigimos-nos ao Padrão dos Descobrimentos, um monumento  que evoca a expansão ultramarina portuguesa, representando um passado glorioso e a grandeza da obra do Infante D. Henrique, o impulsionador das descobertas.

20160104_105320.jpg

 

20160104_105002.jpg

 

DSC06416.JPG

Este monumento com 56 metros de altura, criado pelo arquitecto Cottinelli Telmo e pelo escultor Leopoldo de Almeida, foi erguido pela primeira vez em 1940 para a Exposição do Mundo Português. Em 1960, na comemoração dos 500 anos da morte do Infante D. Henrique, o padrão foi reconstruído sendo inaugurado em 1985 como Centro Cultural das Descobertas.

Com vista sobre o Tejo, para a Ponte 25 de Abril e para o Santuário do Cristo Rei em Almada, este é sem dúvida um local digno de um passeio.

Continuamos então a nossa caminhada até à Torre de Belém...

20160104_110639.jpg

 

DSC06428.JPG

 

DSC06444.JPG

A Torre de Belém é um dos ícones de Lisboa, bem como o ícone da arquitectura do reinado de D. Manuel I. Inicialmente era completamente cercada pelas águas servindo assim como elemento de defesa. Contém diversas decorações que fazem destacar o nacionalismo, como os brasões de armas e as cruzes da Ordem de Cristo.

Classificada como Património Mundial pela UNESCO, também foi eleita como uma das Sete Maravilhas de Portugal em 2007.

Estando em Belém aproveitamos para almoçar por aqui, e obviamente que a sobremesa escolhida foram os famosos Pastéis de Belém!

20160104_121550.jpg

 

20160104_133646.jpg

Os pastéis são uma das mais populares especialidades portuguesas, que podemos encontrar em quase todo o lado. Porém a receita original é um segredo exclusivo da Fábrica dos Pastéis de Belém, que foi criada em 1837! Servidos quentes, polvilhados com canela e açúcar em pó, não é nenhuma surpresa se estes foram eleitos em 2011 como uma das Sete Maravilhas da Gastronomia Portuguesa! De comer e chorar por mais :)

Depois de saborear os belos pastéis, convenci o namorido a irmos até à Cordoaria Nacional onde estava a exposição internacional Real Bodies! Uma exposição impressionante sobre o corpo humano, que não agradou nadinha ao namorido mas que me deixou a mim super entusiasmada! Sem fotografias, visto ser proibido, falarei melhor desta fantástica exposição noutro post.

Após a exposição, dirigimos-nos até ao hotel para efectuar o check-in. Este encontrava-se bem perto da Praça do Marquês de Pombal, o que nos facultou o acesso a transportes públicos de forma fácil. Check-in feito partimos em direcção a Alfama...

20160104_190123.jpg

 

20160104_191954.jpg

 

20160104_193136.jpg

Apanhamos o eléctrico 28 que nos levou ao mais antigo e típico bairro de Lisboa. Semelhante a uma pequena aldeia, onde a vida  prossegue o seu rumo mesmo com a presença dos inúmeros turistas. É considerado um dos mais seguros bairros de Lisboa.

Aqui podemos encontrar o Castelo de São Jorge no alto da colina, a Sé de Lisboa bem como inúmeros restaurantes e casas de fado. É por aqui que se celebram os famosos Santos Populares, em especial o Santo António.

Pessoalmente achei a Sé de Lisboa muito bonita! Fundada em 1147, é um dos marcos da cidade e foi construída quando o primeiro Rei de Portugal conquistou a cidade aos mouros.

20160104_191328.jpg

 

20160105_130817.jpg

 

20160104_193951.jpg

Na Rua de São Tomé encontramos a magnífica calçada com o rosto de Amália Rodrigues, inaugurada em 2015! Imaginado por Rúben Alves, o rosto da fadista foi esculpido por Vhils.

Depois de nos maravilharmos entre as ruelas de Alfama, escolhemos um restaurante onde sentados à mesa ouvimos o tradicional fado, um momento que simplesmente adorei! Uma noite bem passada que acabou no descanso merecido.

No segundo e último dia da nossa estadia em Lisboa, saímos do hotel e percorremos as redondezas: o Parque Eduardo VII e a Avenida da Liberdade, o que vimos muito rapidamente. Na Praça dos Restauradores encontramos o Elevador da Glória, um elevador que faz ligação com o Bairro Alto! Como estava bastante gente à espera para entrar no elevador resolvemos subir a pé!

20160105_105148.jpg

 

20160105_105936.jpg

Um pouquinho cansados da escalada, chegamos praticamente ao mesmo tempo que o elevador! Já no topo encontramos o Jardim de São Pedro de Alcântara, um jardim que foi construído em 1864 na freguesia da Misericórdia. O seu principal tesouro é mesmo a vista sobre Lisboa que oferece! Nesta altura tivemos direito a um pouquinho de sol o que tornou a paisagem bem mais agradável. Ora vejam lá...

DSC06488.JPG

 

DSC06484.JPG

Aqui existe uma vista privilegiada para o Castelo de São Jorge. O castelo é um lugar fascinante para contemplar a longa história de Lisboa, porém este foi um ponto que acabamos por apenas passar ao lado, pois já tínhamos conhecido através das visitas de estudo enquanto estudantes. Aqui é possível subir às torres, passear pelas muralhas reconstruídas do castelo e desfrutar de vistas extraordinárias sobre a cidade, acabando por ser um dos locais mais românticos de Lisboa!

Depois de maravilhados com estas paisagens prosseguimos até ao Bairro Alto, visto estarmos mesmo ao lado. Porém, ainda de manhã esta zona da cidade estava bastante tranquila o que é normal, pois o Bairro Alto é conhecido pelo seus bares que ganham vida ao fim do dia e pela noite dentro. Fiquei com vontade de aqui voltar por altura dos santos populares, para poder viver um pouco a noite lisboeta! Quem sabe um dia :)

Continuamos então a nossa caminhada, entre gotas de chuva que pouco descanso nos deram, em direcção ao Chiado! Queríamos encontrar o famoso café A Brasileira...

IMG_20160105_112645.jpg

 

20160105_113556.jpg

 

20160105_115757.jpg

 

20160105_114827.jpg

 

20160105_115821.jpg

Obviamente que tivemos de parar e entrar neste emblemático café! Fundado em 1905, aqui vendia-se o café genuíno do Brasil. Cenário de muitas tertúlias intelectuais, artisticas e literárias, foram inúmeros os escritores e artistas que por aqui passaram, entre eles Almada Negreiros, Santa Rita Pintor, José Pacheko, entre muitos outros, destacando-se Fernando Pessoa, que pela sua assiduidade teve direito a uma belissima estátua em bronze em sua homenagem!

Depois de uma pausa para um café, neste sítio que vale a pena conhecer, continuamos a percorrer as ruas de Lisboa. Entre caminhadas e o eléctrico lá fomos conhecendo mais recantos da capital.

20160105_120336.jpg

 20160105_123249.jpg

 DSC06499.JPG

 

DSC06498.JPG

Já depois da hora de almoço decidimos ir até ao Parque das Nações, onde almoçariamos e se tivessemos tempo visitaríamos o Oceanário, visto que o namorido não conhecia!

O Parque das Nações é actualmente uma freguesia onde foi realizada a Exposição Mundial de 1998, conhecia por Expo 98, quem não se lembra? Com o tema "Os Oceanos: um patimónio para o futuro." teve como propósito a comemoração dos 500 anos dos Descobrimentos Portugueses. A primeira vez que conheci o Parque das Nações deveria ter uns 9 anos, quando vim em visita de estudo com a escola nos finais de 1998 se não estou em erro!

20160105_144936.jpg

 

DSC06526.JPG

É agora um dos bairros mais modernos da cidade, concentrando áreas comerciais, culturais e de lazer com uma vista fantástica sobre o Tejo e sobre a Ponte Vasco da Gama. A Ponte Vasco da Gama é a ponte mais longa da Europa e a nona mais extensa do Mundo! Conta com 17,3 quilómetros de comprimento.

Terminamos a nossa viagem com a visita ao Oceanário de Lisboa, o qual foi a terceira vez que visitei! É segundo maior oceanário do mundo e contém uma extensa colecção de espécies desde aves, mamíferos e outros habitantes marinhos. Falarei mais detalhadamente deste ponto a visitar num outro post :)

DSC06529.JPG

 

DSC06521.JPG

 

20160105_165812.jpg

 DSC06618.JPG

No final na visita ainda passamos pelo Centro Comercial Vasco da Gama, que se encontra logo ao lado para depois seguirmos para o aeroporto o qual é bastante perto também. 

Estes dois dias souberam a pouco, e deram-me vontade de voltar a Lisboa em breve. A nossa capital é sem sombra de dúvida uma cidade plena de encantos, histórias e tradições!

7 comentários

Comentar post

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Coleccionando lugares

Paris sera toujours Paris

Leitura

Memórias