Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VIE EN ROSE

Desde 1989 a ver a vida em rosa.

15
Mar15

Luxemburgo em dois dias

No fim de semana passado eu o namorido e mais quatro amigos rumamos à descoberta de um novo país, o Luxemburgo! Saímos ás seis da manhã da região de Paris para aproximadamente quatro horas de viagem, num total de mais de 350 quilómetros.

O Luxemburgo é um pequeníssimo país da Europa Ocidental com uma área total de 2586km², rodeado pela Bélgica, Alemanha e França e conta com cerca de meio milhão de habitantes. Este pequeno país é o único grão-ducado existente no mundo, ou seja o país é governado por um grão-duque! Ainda que pequeno o Luxemburgo possui três línguas oficiais, o francês, o alemão e o luxemburguês.

É considerado Patrímónio Mundial da UNESCO além de ter sido por duas vezes Cidade Europeia da Cultura.

DSC02927.JPG

DSC04003.JPG

Chegamos à cidade do Luxemburgo por volta das 10h00 da mãnha, e depois de imensas voltas lá conseguimos estacionar. Começamos a nossa descoberta na parte alta da cidade, a Ville Haute, e a paisagem sobre a parte baixa da cidade foi sem dúvida muito convidativa!

DSC03964.JPG


DSC03982.JPG


DSC03994.JPG


DSC03999.JPG

 

DSC02937.JPG

A parte baixa da cidade, cercada por uma espécie de muralha é conhecida como Ville Basse ou Grund. Estas duas partes da cidade estão interligadas através de imensas pontes e viadutos, sendo que a parte alta é mais moderna que a parte baixa. O rio que banha o Grund é o rio Alzette. Ao admirar a paisagem do Grund rapidamente tivemos curiosidade em descer para descobrir ao pormenor a parte mais antiga da cidade do Luxemburgo.

DSC02963.JPG


DSC02976.JPG


DSC02977.JPG


DSC02981.JPG


DSC02982.JPG

Para mim foi a parte da cidade que mais me encantou, parecendo um pouco Veneza. É uma zona bastante calma e pitoresca, digna de uma paisagem de postal!

Ainda no Grund, descobrimos uma pequena zona moderna repleta de bares e restaurantes o que nos espantou. Nunca pensávamos que este lugar tão pequeno tivesse uma noite tão animada! Foi algo que confirmamos à noite, visto que voltamos lá para jantar.

DSC03023.JPG


DSC03152.JPG

Após este passeio encantador decidimos visitar as Casemates. As casemates são nada mais nada menos que passagens subterrâneas contidas na espécie de muralha da cidade, como podem verificar na primeira fotografia abaixo.

Estas passagens subterrâneas com um total de 23 quilómetros, foram usadas como um sistema de defesa durante as duas guerras mundiais, servindo de abrigo à população durante os bombardeamentos além de servirem como passagem até aos centros militares de protecção da cidade. Consta que mais de 30000 pessoas foram aqui protegidas!

Actualmente as casemates estão abertas ao público, existindo as Casemates del Bock e as Casemates de Pétrusse. Decidimos visitar as Casemates del Bock, e por 4€ lá fomos nós para uma autêntica aventura.

DSC04047.JPG


20150307_150854.jpg


DSC03055.JPG

 

20150307_150840.jpg

Após nos divertirmos nas passagens subterrâneas decidimos ir dar uma vista de olhos a parte nova da cidade, situada na Ville Haute onde encontramos o centro da cidade repleto de pessoas.

DSC03088.JPG


DSC03108.JPG

 

DSC03099.JPG

 

DSC03087.JPG

A cidade é sem dúvida bem organizada, limpa e com acesso a tudo aquilo que precisamos. Para mais informações sobre a cidade do Luxemburgo ou mesmo obter um mapa detalhado o melhor será mesmo ir até Place Guillaume onde se encontra o Posto de Turismo.

Conhecemos a maior parte dos pontos principais da cidade no primeiro dia pelo que no segundo dia dirigimos-nos à Place de la Constituition onde descobrimos imediatamente a estátua Golden Lady. Esta estátua pretende homenagear aqueles que morreram nas guerras mundiais. Esta praça tem uma vista fabulosa! É só pena a Pont Adolph estar em obras, e não pudemos admirá-la.

DSC04126.JPG

 

DSC04121.JPG


DSC04135.JPG


DSC04151.JPG

Perto desta praça existe a Cathédrale de Notre Dame, com três torres que são visíveis em vários pontos da cidade. O seu interior é sem dúvida bonito, repleto de vitrais magníficos.

DSC04134.JPG


DSC04165.JPG


DSC04175.JPG

Após a visita ao interior da catedral, decidimos atravessar o parque verde que está imediatamente abaixo da praça, levando-nos ao outro lado da cidade onde encontramos a Banque et Caisse d'Epargne de l' Etat du Luxembourg, um edifício bem bonito não fossem os bancos serem uma das principais fontes de rendimento do país!

DSC04197.JPG


DSC04201.JPG


DSC04206.JPG

Como no segundo dia a nossa visita pelo Luxemburgo terminou cedo decidimos rumar até uma pequena cidade da Bélgica, Bouillon. Foi uma visita relâmpago que um dia partilharei, mas foi também uma forma de tomar um gostinho da Bélgica visto que Bruxelas é a próxima viagem que já está a ser planeada! 

Quanto ao Luxemburgo, recomendo para quem gosta de pequenas cidades pacatas com o seu lado encantador. Eu gostei muito, mas quem é que não gosta de descobrir novos lugares? :)

20150307_130758.jpg

 Termino com o interessante lema do Luxemburgo, que traduzido quer dizer Queremos ficar o que somos.


"Mir wëlle bleiwe wat mir sin."

2 comentários

Comentar post

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu disse sim

Coleccionando lugares

Paris sera toujours Paris

Leitura

Memórias