Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VIE EN ROSE

Desde 1989 a ver a vida em rosa.

30
Ago17

Privilegiada

Nas minhas últimas férias em Portugal no mês de Março, o regresso foi um dos mais difíceis para mim. Vim embora com um nó na garganta depois de dizer adeus ao meu companheiro de quatro patas, pois a esperança de o voltar a ver era muito reduzida.

Voltei à rotina do dia a dia, e ao poucos a minha mãe foi-me preparando para o desfecho que eu temia. Entre várias chamadas telefónicas, perguntei-lhe como é que ele andava. Depois de ter reunido a sua coragem a minha mãe disse-me que ele tinha adormecido, para sempre. Instantaneamente as lágrimas encheram os meus olhos. 

Ele já tinha partido há cerca de uma semana quando conseguiram contar-me, pois não sabiam como haviam de me dar a notícia, sabendo o quanto eu amava aquele pequeno. Pequeno que eles também amavam, pois também foi com uma grande mágoa que disseram adeus a este patudo que era parte da família. Ele deixou-nos exactamente uma semana depois de eu me ter despedido dele, o que parece ser coincidência e me faz crer que ele esperou por mim para partir.

A primeira semana após a confirmação foi dura, pois chorei a cada vez que me lembrava dele. Além das lembranças, surgiram os sonhos. Sonhei muitas vezes com ele, e acredito que alguns desses sonhos estão cheios de significado.

Hoje passados cinco meses, a dor já desvaneceu um pouco, porém não sei o que será de mim daqui a uma semana. Voltarei a entrar pelos portões da casa dos meus pais e não o irei encontrar. Dói-me só de imaginar o vazio que vou sentir, e saber que naquele jardim repousa um animal que representava o melhor de mim.

O Ricky faria 16 anos em Setembro, pelo que há 16 anos iniciei uma das mais belas amizades da minha vida. Sinto-me privilegiada por ter partilhado a vida e ter amado um animal desta forma.

DSC00866.JPG

"Os animais dividem connosco o privilégio de terem uma alma."

(Pitágoras)

2 comentários

Comentar post

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu disse sim

Coleccionando lugares

Paris sera toujours Paris

Leitura

Memórias